A estrela que não queria incomodar

Batia os dedos sem parar na pequena mesa de centro da sala. A lua protagonizava o céu naquele instante e o silêncio era a orquestra; todos já dormiam, exceto ele.

Acendia a tela de seu pequeno smartphone a todo instante.

Nada acontecia.

O coração já não tinha mais harmonia.

Por que não tenho coragem?

O desespero e a esperança eram como a tinta que pintava a sua própria tela. Por que não consigo mandar essa mensagem? Por que você não me envia alguma? Sou um idiota mesmo! Nem deve lembrar que existo. Certamente receberei uma mensagem seca e fria. Que vontade de desligar essa porcaria e não olhar nunca mais!

Continue lendo “A estrela que não queria incomodar”

Reflexões de um jovem Holmes

Passaram-se alguns anos desde aqueles fatídicos incidentes os quais enxergo como “dolorosamente necessários”. E, claro, muita reflexão foi feita desde então.

Eu também fui um babaca.

Lembro-me de estar perdido, de querer me encaixar em algum lugar, mesmo que no fundo eu nada soubesse. Aquele era só o início da construção do meu ser, pois, ora, não nasci pronto. Que monótono seria se já o tivesse.

Muitos erros foram cometidos. Inúmeros!

Continue lendo “Reflexões de um jovem Holmes”

Diário de Leitura e Escrita #2

“Admito que é muito perigoso. Mas pense no seguinte: eu voaria como o Homem de Ferro.

O Homem de Ferro, comandante. O Homem de Ferro.

Mark Watney

Como já havia mencionado no post anterior, estava lendo “Perdido em Marte” e o finalizei há pouco mais de uma semana. Decidi que queria assistir ao filme e ver como foram feitas as adaptações, se aproveitariam os diálogos, as cenas mais importantes, e como os atores dariam vida aos personagens. A minha postagem contém spoilers, tanto do filme quanto do livro. Leia por sua própria conta e risco! (Desse jeito fica até parecendo se tratar de algo perigoso, mas garanto que não é).

Continue lendo “Diário de Leitura e Escrita #2”

Diário de Leitura e Escrita #1

“Quer saber? Foda-se isto aqui! Foda-se esta eclusa de ar, foda-se o Hab e foda-se este planeta inteiro!”

“Suspiro… tudo bem, dei o meu piti e agora tenho que pensar em como me manter vivo.”

Mark Watney

Devo dizer que demorei um pouco para colocar essa ideia em execução, mas em vez de ficar pensando se daria certo ou não, decidi agir e avaliar os resultados na prática.

O nome “diário” é um pouco fictício, já que não necessariamente postarei textos a respeito disso todos os dias. É mais para organizar e compartilhar um pouco do que venho fazendo nesse período. Não que isso interesse, de fato, mas se tem gente que posta até quando “corta o cabelo”, por que não posso falar do que estou lendo e escrevendo?

É bem provável que durante os meus textos acabe rolando algum spoiler de algo e, portanto, estejam avisados.

Continue lendo “Diário de Leitura e Escrita #1”